Sem categoria

You are currently browsing the archive for the Sem categoria category.

Prezados leitores, este blogue não receberá mais atualizações. Por não conseguir cuidar dele como planejado, e por necessitar focar-me em outros projetos pessoais, resolvi encerrá-lo.

Ele, e sua respectiva página no Facebook estarão no ar por algum tempo ainda. Depois, serão deletados.

Obrigado a todos os que o assinam, visitam e divulgam. Espero tenha sido ele útil enquanto durou.

Abraço!

Poucas são as coisas que exprimimos com terminologia exata. Falamos muitas vezes sem exatidão, mas entende-se o que pretendemos dizer.

(Agostinho)

Dorme a vida a meu lado, mas eu velo.
(Alguém há-de guardar este tesoiro!)
E, como dorme, afago-lhe o cabelo,
Que mesmo adormecido é fino e loiro.

Só eu sinto bater-lhe o coração,
Vejo que sonha, que sorri, que vive;
Só eu tenho por ela esta paixão
Como nunca hei-de ter e nunca tive.

E logo talvez já nem reconheça
Quem zelou esta flor do seu cansaço…
Mas que o dia amanheça
E cubra de poesia o seu regaço!

(Miguel Torga)

Miguel Torga

O homem que se vende recebe sempre mais do que vale.

(Barão de Itararé)

Tags:

O medo é o mais perigoso dos sentimentos coletivos.

(André Maurois)

O amanhã é a coisa mais importante na vida. Chega até nós à meia-noite, limpo. É perfeito quando se coloca em nossas mãos. Ele espera que tenhamos aprendido algo do ontem.

(John Wayne)

Se a vida já é difícil assim, imagina se a música não existisse.

(Camila)

sussurro sem som
onde a gente se lembra
do que nunca soube

(Guimarães Rosa)

Queria ter dois corações. Um para amar, o outro também.

(Sérgio Vaz)

O homem que sabe reconhecer os limites da sua própria inteligência está mais perto da perfeição.

(Johann Goethe)

A inimizade pode ser tão cordial quanto a amizade.

(Sérgio Buarque de Holanda)

« Older entries

%d blogueiros gostam disto: