Blaise Pascal

You are currently browsing the archive for the Blaise Pascal category.

Há bastante luz para os que querem ver, e bastante obscuridade para os que têm uma disposição contrária. Bastante claridade para iluminar os eleitos, e bastante obscuridade para humilhá-los. Bastante obscuridade para cegar os réprobos, e bastante claridade para condená-los e fazê-los indesculpáveis.

(Blaise Pascal)

Tags:

Mede-se a força da virtude, não por ações excepcionais, mas pelos hábitos cotidianos.

(Blaise Pascal)

Condição do homem: inconstância, tédio, inquietação.

(Blaise Pascal)

É bom permanecer sem palavras. Há uma eloqüência no silêncio que penetra muito mais do que a língua o conseguiria.

(Blaise Pascal)

O coração tem razões que a própria razão desconhece; faz promessas, depois esquece.

(Blaise Pascal)

Tags: , ,

Eloqüência é a arte de dizer as coisas de tal modo que aqueles a quem falamos possam ouvi-las sem trabalho e com prazer.

(Blaise Pascal)

Obs.: Este blog não segue o Acordo Ortográfico no que diz respeito ao trema.

Tags: , , ,

O coração tem razõs que a própria razão desconhece. Faz promessas e juras, depois esquece.

(Blaise Pascal)

Tags: , , ,

%d blogueiros gostam disto: